Botânica

a botanica de casa
Sou um zero à esquerda na matéria. Custa-me de certo modo admitir, mas a verdade é que não sei nomes de flores nem tão pouco de plantas. Apenas sei observá-las, cheirá-las (quando é suposto), perceber a sua rara beleza, registá-las e inspirar-me pela sua representação, quer seja gráfica, fotográfica ou objectual.

7 comentários:

  1. Claro... não fosses tu uma margarida!

    Essas parecem-me muito bem de saúde. Verdinhas e coloridas... se não forem de plástico parecem-me vivinhas da silva....

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. são verdadeiras! a laranja foi presente nos anos (vê lá como dura!) e o cacto foi presente há um ano e meio mais ou menos. E eu que não faço quase nada por elas, ali continuam!

    ResponderEliminar
  3. são verdadeiras! a laranja foi presente nos anos (vê lá como dura!) e o cacto foi presente há um ano e meio mais ou menos. E eu que não faço quase nada por elas, ali continuam!

    ResponderEliminar
  4. eu sou igual, apenas sei o que são malmequeres desde pequena, e agora sei o que são orquídeas porque percebi que são especiais para mim, todas as outras são isso mesmo: outras flores, o que não faz delas menos que as primeiras.
    (é um bocadinho confuso, não é!)

    ResponderEliminar
  5. Tenho uma colecção de cactos e plantas carnudas em que algumas já têm mais de 8 anos, adoro! Fazem-me lembrar países quentes, paisagens áridas e silenciosas. Não precisam de muita atenção mas não gostam de ser esquecidos. O da fotografia conheço por Cacto do Natal, dá flor nessa época.

    ResponderEliminar
  6. sandera16:53

    Eu cá gostava de me chamar Papoila, tenho uma paixão pelas ditas.

    ;-)



    belas fotos.

    ResponderEliminar