18.6.07 ·

Estou no campo, mas sem hipóteses de o ilustrar. Esqueci-me do cabo da máquina e por isso não há fotografias. Restam-me as palavras.

Finalmente, ao fim de pelo menos dois meses, acordo sem o barulho das obras. Tomo o pequeno almoço de frente para os bois, oiço o cantar dos pássaros, ponho a leitura em dia, vou apanhar cerejas daqui a bocado e fazer almofadinhas.

4 comentários:

  1. descansa muito ;)))

    beijos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:32

    Aposto que se não fosse a "lagosta" não precisavas do cabo para tirar umas belas fotos do campo...
    :)
    beijos e diverte-te!!!
    RM

    ResponderEliminar
  3. Rita18:55

    Que inveja!
    Da boa, claro :)

    ResponderEliminar
  4. descansa, estas palavras valem mais que mil imagens! e fazem-me roer de inveja!! eheheheh

    ResponderEliminar