dia-a-dia, passo-a-passo

wip-março
Ando a trabalhar na Margapinta a passo de caracol, tenho pena, mas de momento é o que consigo. O design gráfico tem-me ocupado mais tempo agora do que antes e à Margapinta retirei tempo. Ás vezes planeia-se outras vezes não, aconteceu.
Seja como for passo o dia a olhar para o relógio e a contabilizar o que não consigo fazer, mais do que aquilo que faço, a sorte é que já consegui desenvolver um escudo protector à frustração e isso fez com que deixasse de me culpabilizar tanto e aos poucos vou respirando melhor. Faço umas coisas e as outras vou fazendo. No fundo acho que este deve ser sentimento comum às mães de um ano (ou mais).
almoços
Os meus almoços têm sido agradáveis, com sol.

5 comentários:

  1. Oh Margarida! É mal comum! O dia só tem 24 horas... não dá mais ;)

    ResponderEliminar
  2. Um almoço assim ensolarado é outro consolo...Bom trabalho!

    ResponderEliminar
  3. e já fazes muito ;)
    eu não imagino... daqui a uns meses já vou ver o que me espera ;)
    o importante é que ela cresça feliz com todo o teu/vosso apoio.
    beijos e cá vamos esperando pelas novas criações.

    ResponderEliminar
  4. Almoçar na mesa de três pernas também é uma grande habilidade!
    :-)

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:19

    Tu tens é de vir almoçar comigo ;-.)

    Eu às vezes tenho saudades dos meses em que estive em casa a tomar conta do bébas... era mãe, fazia as coisas da casa e ainda produzia imenso criativa e artesanalmente!

    Quem tem a sorte de ter bébes que comem e dormem acaba por aproveitar imenso essa altura. Foi o que fiz.

    Agora chego a casa "podre" as horas passam a correr e nem sempre consigo brincar com a energia que gostaria.

    Será que fazemos coisas a mais? Ou temos energia a menos?
    Não sei, mas tenho a certeza que fazemos o melhor que conseguimos e podemos. Um xô à frustração, essa malvada.


    beijos,

    sandera


    ;-.)

    ResponderEliminar